Como proteger seus filhos do novo coronavírus na escola

Volta às aulas, brincadeiras perigosas e também, Coronavírus? Sim, o Brasil já está no mapa do Coronavírus com dois casos confirmados em São Paulo nos últimos dias. Passado o Carnaval, o ano começa de forma intensa com todos retornando de fato para suas atividades, inclusive, as crianças. A preocupação com o vírus presente no território […]

Volta às aulas, brincadeiras perigosas e também, Coronavírus?

Sim, o Brasil já está no mapa do Coronavírus com dois casos confirmados em São Paulo nos últimos dias. Passado o Carnaval, o ano começa de forma intensa com todos retornando de fato para suas atividades, inclusive, as crianças.

A preocupação com o vírus presente no território nacional faz com que haja medo de uma possível contaminação em um ambiente com diversas pessoas de inúmeros lugares, a escola é um deles.

Apesar do medo, vale lembrar que apenas dois casos foram registrados e isto significa que não há motivo para pânico. Mesmo assim, a Secretaria de Educação já orientou a todas as instituições que reforçassem seus métodos de higiene nos ambientes escolares.

Atos como a utilização do álcool em gel, lavar bem as mãos, evitar contato muito próximo com pessoas e etc, são recomendados. Não há motivo para suspensão de aulas, a menos que um comunicado seja emitido pela instituição.

Com estes cuidados, a volta às aulas está liberada!

 

https://extra.globo.com/noticias/saude-e-ciencia/como-proteger-seus-filhos-do-novo-coronavirus-na-escola-24278797.html

Compartilhar:
FacebookTwitterWhatsAppEmail
Postado por Origgami

Puericultura

O atendimento ambulatorial em puericultura compreende a realização periódica de consultas de pacientes de zero a 19 anos com o pediatra para uma avaliação global de desenvolvimento. A iniciativa prevê orientação aos pais ou responsáveis sobre os diversos aspectos de proteção integral da criança e a realização de intervenções quando necessário.

Educação de crianças com TDA, TDAH, TOC e autismo: especialista dá dicas…

A psicoterapeuta americana Anne Maxwell trabalha há 25 anos com crianças, famílias e adultos com transtorno de déficit de atenção (TDA), transtorno de déficit de atenção com hiperatividade (TDAH), transtorno obsessivo compulsivo (TOC) e transtorno do espectro autista (TEA). Assistente social clínica licenciada e supervisora de terapias lúdicas, Anne incorporou ao seu trabalho, há dez […]

Nota sobre Sarampo

Dados preliminares da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que casos notificados de sarampo no mundo em 2019, cresceram 300% nos primeiros três meses, em comparação com o mesmo período de 2018.