Vacina contra meningite B e ACWY

Estima-se a ocorrência de pelo menos 500 mil casos de doença meningocócica por ano, com cerca de 50 mil óbitos.

 

Estima-se a ocorrência de pelo menos 500 mil casos de doença meningocócica por ano, com cerca de 50 mil óbitos.

A maior incidência da doença meningocócica ocorre na infância com predomínio nos lactentes(de 29 dias  a 2 anos de idade). Entretanto, ela não é uma doença restrita à infância; todas as faixas etárias podem ser acometidas.  

No primeiro ano de vida as vacinas conjugadas contra a meningite ACWY-CRM (Menveo) e ACWY-TT (Nimenrix), estão recomendadas em esquema de três (3, 5 e 7 meses) ou duas doses (3 e 5 meses), respectivamente. Para ambas as vacinas está indicado um primeiro reforço entre 12 e 15 meses de idade; um segundo reforço está recomendado entre 5 e 6 anos de idade decorrente da perda rápida de proteção.

O Reforço com a vacina ACYW está recomendada para os adolescentes com 11 anos de idade; uma outra dose de reforço está recomendada aos 16 anos para aqueles não vacinados na infância ( OU SEJA, DEVE-SE FAZER UM REFORÇO A CADA 4 a 5 ANOS).

Para os adultos recomenda-se dose única, podendo estar indicado reforços após cinco anos na dependência da situação epidemiológica.

Aqueles que realizaram no passado somente a vacina contra a meningite meningocócica do sorogrupo C, podem se beneficiar utilizando a vacina ACWY a qual confere maior proteção.

Atualmente, o sorogrupo B tornou-se a principal causa de doença meningocócica invasiva em bebês com menos de um ano de idade no Brasil, sendo responsável por 47 a 58% dos casos nesta faixa etária.

A vacina conjugada contra o meningococo do sorogrupo B (Bexsero) está recomendada para crianças entre 2 e 5 meses de idade em esquema de três doses com intervalo de dois meses entre elas e uma dose de reforço entre 12 e 15 meses de idade; entre 6 e 11 meses são recomendadas duas doses com intervalo de dois meses e uma dose de reforço no segundo ano de vida respeitando-se um intervalo mínimo de dois meses da última dose. A partir dos 12 meses de idade até 10 anos são necessárias duas doses com intervalo de dois meses entre elas.

A vacina conjugada contra a meningite meningocócica causada pelo sorogrupo B está também indicada para adolescentes e adultos na dependência da situação epidemiológica e naqueles que apresentem maior risco de doença meningocócica. Para os adolescentes, a partir de 11 anos de idade, e adultos estão recomendadas duas doses com intervalo de 1 a 2 meses entre as doses; não foi estabelecida a necessidade de reforços.

No Brasil, a doença meningocócica ocorre de forma endêmica e também em surtos epidêmicos.

A doença meningocócica é responsável pelo óbito de uma pessoa a cada 8 minutos no mundo.

 

Fonte:  http://prevcenter.com.br/

Compartilhar:
FacebookTwitterWhatsAppEmail
Postado por Fabiane Durão

Máscaras em crianças menores de anos, pode Fabi?

Em primeiro lugar, máscaras de proteção são muito importantes neste momento. Não saia de casa, mas, se sair, use máscara e tome todos os cuidados que você já sabe. Agora, sobre o uso de máscaras em crianças menores de 2 anos, não é recomendável. Vamos aos motivos: – Máscaras não devem ser usadas por pessoas […]