Nota sobre Sarampo

Dados preliminares da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que casos notificados de sarampo no mundo em 2019, cresceram 300% nos primeiros três meses, em comparação com o mesmo período de 2018.

 

Dados preliminares da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que casos notificados de sarampo no mundo em 2019, cresceram 300% nos primeiros três meses, em comparação com o mesmo período de 2018.

Muitos países estão em meio a surtos consideráveis de sarampo, com todas as regiões do mundo  experimentando aumentos sustentados nos casos. Entre os que registram surtos atualmente, estão a República Democrática do Congo, Etiópia, Geórgia, Cazaquistão, Quirguistão, Madagascar, Mianmar, Filipinas, Sudão, Tailândia e Ucrânia – causando várias mortes, principalmente entre crianças pequenas.

Ainda conforme a OMS, a África registrou um crescimento de 700%, Mediterrâneo Oriental 100%, Pacífico Ocidental e região das Américas de 60% e Sudeste Asiático com 40%. Na Europa, de janeiro a 30 de abril de 2019, 6.265 pessoas em 26 países contraíram a doença. Os países com maior número de confirmados se concentram na França (964) e Itália (861). Nos Estados Unidos, em 2019, de janeiro a 11 de julho foram confirmados 1.123 casos em 28 estados e na cidade de Nova York, foram 566 casos confirmados.

No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde (MS), desde o início de 2019 até 12 de julho foram confirmados 426 casos da doença em 07 Unidades Federadas (UF): São Paulo (350), Pará (53), Rio de Janeiro (11), Minas Gerais (4), Amazonas (4), Santa Catarina (3) e Roraima (1).

No Município do Rio de Janeiro, nesse mesmo ano, foram confirmados 03 casos em não residentes, com história de exposição em São Paulo, sendo dois em julho/2019. Estes casos foram atendidos e notificados por unidades de saúde do município.

O sarampo é uma das doenças mais contagiosas do mundo, com potencial para ser extremamente grave. Em 2017, ano mais recente para o qual há estimativas disponíveis, foi responsável por quase 110 mil mortes. Mesmo em países de alta renda, as complicações resultam em internações em até um quarto dos casos e podem levar à incapacidade vitalícia, desde danos cerebrais e cegueira até perda auditiva (OMS, 2019).

A vacina contra o sarampo é a medida de prevenção mais eficaz. No Brasil, o MS recomenda a vacina Tríplice Viral (SCR), disponível em Unidades de Atenção Primária (Clínicas da Família e Centros Municipais de Saúde), para indivíduos na faixa etária de 01 a 49 anos. A vacina está contra indicada para gestantes, imunodeprimidos e para casos suspeitos.

 

Definição de caso suspeito

Pessoa com febre, manchas vermelhas pelo corpo, tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite , com história de viagem nos últimos 30 dias em locais onde há casos de transmissão da doença ou que teve contato com viajantes.

 

Referência: Secretaria Municipal do Rio de Janeiro. 

Compartilhar:
FacebookTwitterWhatsAppEmail
Postado por Origgami

Queda nas vacinações

  ALERTA: o Brasil não atingiu a meta para nenhuma das principais vacinas infantis. Devido a este triste cenário, é possível que a gente se depare com o retorno de doenças já eliminadas. ): De acordo com uma matéria da Folha de São Paulo, em 2019, nenhuma vacina atingiu a meta entre o grupo de […]

Homeopatia e Neurohomeopatia

A lógica dessa ciência é utilizar as mesmas substâncias que causam os sintomas das doenças para tratá-las. Para isso, essas substâncias são bem diluídas em água, até que fique uma quantidade que seja o suficiente para aliviar esses sinais, em vez de intensificá-los.

Medicina Esportiva

A Medicina Esportiva é a especialidade médica que estuda como o exercício físico influencia na saúde das pessoas, sejam elas esportistas ou não, bem como a falta de exercício. Outro aspecto estudado é a lesão que pode ser provocada durante a realização de diversos tipos de atividades físicas. O objetivo é ter respaldo para encontrar as possíveis curas e tratamento de lesões causadas por exercícios.