Gravidez na adolescência: o que os pediatras têm a ver com isso?

  A gravidez precoce é um problema multifatorial – e grave -, inclusive de saúde pública, pois envolve riscos à saúde do bebê e da adolescente, além de um aumento do ciclo da pobreza e exclusão social. Aqui no Brasil a taxa de gestação na adolescência é alta: cerca de 400 mil casos ao ano. […]

 

A gravidez precoce é um problema multifatorial – e grave -, inclusive de saúde pública, pois envolve riscos à saúde do bebê e da adolescente, além de um aumento do ciclo da pobreza e exclusão social.

Aqui no Brasil a taxa de gestação na adolescência é alta: cerca de 400 mil casos ao ano. Dados do Ministério da Saúde revelam que em 2014 nasceram 28.244 filhos de meninas entre 10 e 14 anos; e 534.364 crianças de mães com idades entre 15 e 19 anos.

A situação é tão crítica que, em novembro, o Governo Federal realizou, com participação de membros da Sociedade Brasileira de Pediatria, uma reunião para debater o tema.

“E o que os pediatras têm a ver com isso?”

Nós pediatras temos que nos engajar na prevenção da gravidez na adolescência, uma vez que é prerrogativa zelar pela saúde dos pacientes – inclusive sexual e reprodutiva – até os 19 anos de idade.

Compartilhar:
FacebookTwitterWhatsAppEmail
Postado por Origgami

“Dra. Fabi, não sou gestante. Posso amamentar?”

Você sabia que uma mulher que não passou pelo processo de gestação pode amamentar? Pois sim, é verdade! Por exemplo: uma mulher que passou por um processo de adoção pode amamentar o bebê. Outro exemplo é uma mulher que se relaciona com uma parceira e não foi a parceira a responsável pela gestação. Existem essas […]

8 sinais de superdotação em crianças

Os superdotados apresentam características diferentes entre si, por isso não é tão simples definir padrões. Mas a Associação Paulista para Altas Habilidades/Superdotação (APAHSD) listou algumas características, digamos, mais recorrentes. São elas: – Vocabulário Avançado; – Aprende fácil e rapidamente; – Perfeccionistas, críticos e contestadores; – Isolamento social e seletividade nas amizades; – Pensa de forma […]