A importância do ato de brincar

Hoje, 24 de agosto, celebramos o Dia da Infância. A data, estabelecida pela Unicef, é um convite para pensarmos na importância desta fase da vida e para lutarmos pelos direitos das crianças. E já que vamos falar sobre a importância da infância, por que não falarmos também sobre a importância do brincar? O ato de […]

Hoje, 24 de agosto, celebramos o Dia da Infância. A data, estabelecida pela Unicef, é um convite para pensarmos na importância desta fase da vida e para lutarmos pelos direitos das crianças.

E já que vamos falar sobre a importância da infância, por que não falarmos também sobre a importância do brincar?

O ato de brincar é fundamental para o desenvolvimento infantil, pois além de ser divertido, proporciona diversas coisas boas:

– Estimula o conhecimento do próprio corpo, a força, a elasticidade e o desempenho físico;
– Favorece o raciocínio;
– Estimula a criatividade e a imaginação;
– Facilita o convívio social.

Ah! E vale destacar a importância de não proteger excessivamente as crianças durantes as brincadeiras – também não é para deixar as crianças sem supervisão de um adulto hein!

Então aqui vai um recado para vocês, papais e mamães:

Deixem que o pequeno se suje e viva novas experiências! 😉

Dra. Fabiane Durão
Pediatra especialista em desenvolvimento infantil, amamentação e homeopatia.

Compartilhar:
FacebookTwitterWhatsAppEmail
Postado por Origgami

Pediatria do Desenvolvimento

A Pediatria do Desenvolvimento ou Pediatria do Neurodesenvolvimento é um ramo da pediatria que se dedica à avaliação e vigilância do desenvolvimento das crianças no sentido de prevenir ou diagnosticar as suas perturbações, de investigar as suas causas e de estabelecer planos de intervenção.

Alerta da SBP sobre cuidados após contato com óleo cru

O alerta feito pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) sobre os cuidados no contato com óleo cru, destinado aos voluntários e profissionais que se mobilizaram para limpar as praias do litoral brasileiro foi destaque de grandes veículos do país. O texto ressalta a importância de o governo garantir a assistência médica a todos os indivíduos […]

Gravidez na adolescência: o que os pediatras têm a ver com isso?

  A gravidez precoce é um problema multifatorial – e grave -, inclusive de saúde pública, pois envolve riscos à saúde do bebê e da adolescente, além de um aumento do ciclo da pobreza e exclusão social. Aqui no Brasil a taxa de gestação na adolescência é alta: cerca de 400 mil casos ao ano. […]